Archive for the ‘poesia’ Category

Oaska

06/01/2011
Transparência colorida
manto de seda pura
Maravilha o meu existir
através de ti, minha guia
Me leva nos teus braços amorosos
E observa o meu mergulhar
nos caminhos de dentro de mim
Me faz  sincera, tua
e senhora de mim…

psycodelica1

Oriki de Nanã

20/10/2010
Mãe, leva esse amor embora. Leva essa saudade de dentro de mim…
Saluba, minha mãe!

Saudação à Mãe Universal

05/08/2010
para Tia Maria
Peixe rainha
feminina
água
abebé prateado
abana a brisa marinha
espelho que irradia
a maré que sobe
atemporal e sábia
mulher que atravessa a ponte
em branco e renda
contra-egum, balagandãs
pulseira e bracelete de ouro
anéis prateados, correntão
uma figa bem feita
abre a palma da mão
lê e abençoa o meu destino
odu, abô, bori, paò
Mãe, o seu ser me anima,
me estima, me nina, me mima
Senhora de todas as coisas
flor de laranjeira
nascente do paraguaçu
baía de todos os santos
veleiros, vapor, canoa
que leva à pedra da baleia
sereia negra e branca
dandalunda, tetuda,
mulher golfinho
pititinga
oxigênio submarino
suor, cana, farinha
festa, escambo
mercado, irmandade
luz que não se apaga
corpo físico ritualístico
morte e vida
Terra-Mãe
renovação
me dobro, me deito, saúdo
branco, funfun
Ifá, Odudua, Obatalá
Iami, iaô
Samba e liberdade
“Nossa Senhora me dê licença
Me dê seu salão para vadiar…”

Dona da minha cabeça…

03/08/2010

Oh Mãe Iemanjá
Oh Mãe Iemanjá
Quando eu venho de lá pra cá
Quando eu venho de lá pra cá
Mãe Iemanjá
Trago a bandeira do celestial…

Gratidão

01/08/2010
para Cyro,
que amou a Grécia arcaica como eu amo…

Vem de Creta até este templo sagrado,
onde há um gracioso bosque de macieiras
e altares onde arde o incenso.
Aqui, a água fresca canta através dos ramos das macieiras,
a sombra das roseiras cobre todo o recinto
e das trémulas folhas escorre um sono pesado.
Aqui, o prado onde pastam os cavalos
já se cobriu de flores primaveris
e a brisa sopra docemente [...]

Safo de Lesbos

Cyro del Nero (1932-2010)

grata querido, por tudo, tudo, tudo…


A quatro mãos…

12/07/2010
mergulho em você
e te percorro livre, docemente
até escorrer o meu íntimo
deixa, amor
que eu te cubro toda, inteira
da beleza que ecoa
em vários nomes
dentro de mim

Minha flor, meu bebê…

08/07/2010

Pepê

Lilica

Querelle

28/06/2010
marinheiro
mareias
marés cheias
ou mares rítmos
marítimos
braços?

Time Lapse

09/06/2010


08/06/2010

“es tan corto el amor y tan largo el olvido”


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.